Por que ter Estratégias de Transição Profissional?

Por que ter Estratégias de Transição Profissional?

A busca por novas oportunidades de emprego nos exige estratégias de transição profissional

Buscar novas oportunidades no mercado de trabalho pode causar certa insegurança, e os fatores são diversos. Afinal, o mercado mudou e se impõe ao exigir um novo perfil de profissional: aquele que possui flexibilidade em acompanhar e conhecer as mudanças.

A crise, a recessão, o fechamento de postos de trabalho, a queda de contratação via CLT, a globalização, o aumento do empreendedorismo (muitos por necessidade), tudo isso se apresenta em um momento de transição em que é fundamental para o trabalhador buscar um novo modelo de carreira que o prepare para o futuro, que já bate à porta. 

O mercado de trabalho atual exige características comportamentais para que os profissionais se adaptem à nova realidade: conhecimento do negócio, flexibilidade e saber trabalhar em equipe. 

Também é necessário ter uma visão geral de tudo que o cerca. Além disso, é fundamental estar inteirado sobre tecnologia. Todas essas mudanças devem ser absorvidas por todos que almejam obter sucesso no novo cenário.

Mas não se assuste! Pode ser uma fase apreensiva, mas é também de otimismo. É momento de descobrir ideias positivas e olhar com bons olhos a ruptura de modelos engessados. E encarar todas as mudanças pelas quais estamos passando nas relações trabalhistas até o mercado se consolidar.

Para diminuir toda a ansiedade que a transição profissional  causa, é preciso encará-la como uma forma de melhoria na sua carreira, mudança de vida e a busca por novas conquistas. Tenha em mente que o processo de transição não é um momento de férias, é momento de planejamento e cuidado, é hora de analisar o caminho que você percorreu até aqui e estabelecer novos objetivos para ele.  

Conferir seu currículo, atualizá-lo, aproveitar o período para realizar cursos que te qualifiquem ainda mais e tragam maior oportunidade de ocupar um bom cargo ou conquistar novas posições. A Forbes divulgou em seu site dois modelos para enfrentar a mudança de carreira, que vou compartilhar com vocês através deste link.

A busca por novos ares

Antes de irmos ao ponto, e verificar quais estratégias você pode realizar para alcançar sucesso na sua transição profissional é interessante que você entenda também, quais são as principais causas que te colocam em um momento de transição profissional. Confira:

Demissão surpresa

O país está passando por uma crise econômica e uma das principais formas de algumas empresas não acabarem totalmente imersas nestas dificuldades é diminuindo seu quadro de funcionários. 

Se você entrou no meio dos cortes, tente não se culpar ou buscar um culpado. Sabemos que é uma situação complicada, principalmente, por não estar esperando, mas o melhor a fazer é se manter positivo. Talvez seja hora de enxergar esse momento como uma oportunidade, uma chance de sair da zona de conforto e se inspirar para buscar oportunidades ainda melhores.

Insatisfação 

Há muitos motivos podem levar um funcionário à insatisfação profissional. A falta de reconhecimento, é um, o salário abaixo da média, clima organizacional ruim, pouca oportunidade de crescimento, injustiças cotidianas, ou até mesmo um relacionamento ruim com a chefia.   

Não ser reconhecido

A falta de reconhecimento das atividades que você realiza por parte dos seus superiores, pode sim, tornar você um profissional desmotivado. Essa desmotivação pode causar situações piores, como, desinteresse pelo trabalho e, consequentemente, demissões. Se atente à essas situações.  

Como ter sucesso na transição profissional?

Seja qual for a circunstância que levou você a procurar ou precisar de uma transição profissional, existem estratégias que podem te auxiliar a conquistar, de forma mais rápida, um novo emprego. Acompanhe abaixo. 

1. Organização das Finanças

Organize suas despesas de forma racional e esteja pronto para ficar um período maior do que o previsto sem um novo cargo. Assim você correrá menos riscos de entrar no modo “desespero” e terá mais tranquilidade e estabilidade emocional para enfrentar essa fase.

2. Se conheça 

Reconheça seus pontos fracos e fortes, pense em tudo o que você já aprendeu ao longo dos anos. Que tal fazer uma lista das carreiras que você gostaria e tem habilidades para realizá-las? Assim, você consegue visualizar as qualificações necessárias para desempenhá-las e agregar isso para o seu currículo e formação. 

3. Currículo

Depois de estar seguro financeiramente e refletir sobre suas qualificações, é hora de caprichar na atualização do currículo. Ressalte os resultados que você conseguiu e atualize as redes sociais profissionais (como o Linkedin) e seu portfólio de projetos – caso possua. Não esqueça, menos é mais, no seu currículo não é diferente, não exagere em elementos e cores, seja direto e claro em suas informações. E, principalmente, não utilize informações que não sejam verdadeiras

4. Você é o protagonista

É a hora de tratar você como prioridade em sua vida. Olhar para a frente, tomar as rédeas da situação e comandar toda a transição sua história profissional. Seja o  protagonista do seu destino, pois até os recrutadores valorizam e percebem isso no processo de seleção.

5. Faça networking

Sabe aquele ditado, “quem não é visto não é lembrado”? Na sua carreira ela também é válida. Se atente a sua rede de relacionamentos e, quando tiver chance, mostre seus interesses profissionais. Alimentar sua rede de contatos é algo que deve ser feito constantemente, não apenas em momentos de transição.  

Ao passar por essa fase e, enfim, alcançar seus objetivos, confie na sua capacidade profissional, dedique-se e mostre que você merece o cargo.

Apesar da transição profissional ser um momento delicado, não precisa ser marcado apenas por estresse, acredite no seu planejamento e na sua competência. Mesmo em momentos de crise, existem muitas vagas abertas no mercado de trabalho, e uma delas pode e será sua!

Espero ter ajudado você em seu processo de transição de carreira. Deixe seu comentário caso você tenha alguma outra dica sobre o assunto ou alguma experiência própria que queira compartilhar conosco.

COMPARTILHE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn