Quais serão as habilidades do futuro?

Quais serão as habilidades do futuro?

Quais as competências necessárias para se inserir no mercado de trabalho futuramente

O mercado de trabalho vem sofrendo grandes transformações quando falamos de funções de trabalho, em todos os âmbitos. Além disso, atualmente, o conhecimento adquirido na graduação não garante a colocação de um profissional, e até mesmo a experiência de anos em uma única organização, que antes era considerado um fator importante, não é mais uma fator fundamental no momento da contratação.

Com isso, as organizações vêm criando e desenvolvendo conhecimentos e experiências para atender esse novo cenário do mundo globalizado, alinhando políticas e estratégias da empresa, combinando necessidades do colaborador com as da organização.

Um estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial demonstra quais eram as habilidades exigidas pelo mercado em 2015. Algumas podemos acompanhar que se mantém, e outras passaram por mudança em seu grau de importância. Segue lista: 

  1. Resolução de problemas complexos
  2. Colaboração
  3. Gestão de pessoas
  4. Pensamento crítico
  5. Negociação
  6. Controle de qualidade
  7. Orientação para servir
  8. Capacidade de análise/julgamento e tomada de decisão
  9. Escuta ativa
  10. Criatividade

Hoje, não há mais dúvidas que a tecnologia está mudando tudo o que conhecemos e a forma como trabalhamos. Ela altera a forma como pagamos nossas contas, compramos nossos produtos e até nos relacionamos. A mesma transformação atinge o mundo corporativo, mudando a forma como as empresas se organizam e quais serão as competências e habilidades do profissional do futuro.

O Fórum Econômico Mundial também forneceu uma listagem com as habilidades que o profissional do futuro deverão possuir como características para se diferenciar dos concorrentes. As habilidades selecionadas são:

1. Resolução de problemas complexos

Ocupando a colocação das habilidades mais importantes para o futuro, esta habilidade se mantém importante desde 2015. 

A resolução de problemas complexos, está relacionada com a capacidade de solucionar dificuldades reais, sem perder o equilíbrio e o pensamento crítico. 

2. Pensamento crítico

Como o próprio nome diz, se refere aos profissionais que pensam de forma crítica, que ao tomar alguma decisão não são corrompidos por coisas externas e com fundamentos lógicos. 

3. Criatividade

A criatividade é uma habilidade que já é e continuará sendo cobrada em todos os setores. Recrutadores contam com a criatividade para ideias inovadoras e alternativas para solucionar problemas.

4. Gestão de pessoas

Saber gerir e lidar com pessoas contribui para o aumento da produtividade da equipe. Motivá-las faz com que o time se sinta acolhido e tenha suas necessidades atendidas.

5. Coordenação

Se relacionar bem com a equipe, saber se comunicar com todos e coordenar diferentes habilidades em torno dos mesmos objetivos.

6. Inteligência emocional

Esta habilidade se refere à análise de suas próprias emoções e as de outras pessoas para alcançar melhores resultados para o todo. 

7. Capacidade de julgamento e tomada de decisões

A capacidade de verificar os aspectos envolvidos e tomar decisões, tendo em vista as metas da organização é essencial na rotina da empresa.

8. Orientação para servir

Essa habilidade é relevante para conhecer bem o público em que está lidando e oferecer as melhores soluções. 

9. Negociação

É a capacidade de assertividade, perceber-se no outro e buscar fórmulas para satisfazer necessidades individuais e em grupo, tantos suas como dos clientes.

10. Flexibilidade cognitiva

A flexibilidade cognitiva é definida como uma forma de ampliar a forma de pensar e imaginar modos diversos de solucionar problemas. 

Com o isolamento social, o home office e a queda na economia, a área de recrutamento e seleção acabou sendo afetada pela pandemia do Coronavírus, assim como todas as outras. As empresas precisaram se adaptar e planejar a melhor forma de continuar contratando sem afetar o processo e de maneira eficiente. 

O mercado de trabalho daqui pra frente tende a se diversificar de formas que ainda não foram vistas. Pouco se pode prever, pois as mudanças acontecem de forma rápida. É fundamental, dessa forma, que o colaborador saiba aproveitar seu conhecimento e a experiência que tem e adaptá-los às novas realidades.

Se quiser saber mais como a tecnologia influencia e influenciará o mercado de trabalho, dê uma olhada no post: Choque digital – crise impacta transformação digital profissional.

COMPARTILHE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn